O trabalho em equipe

Um negócio, por menor que seja, requer um trabalho em equipe para crescer e expandir seus canais de comercialização. Até mesmo o microempreendedor individual (MEI), em algum momento, necessitará juntar-se à outros autônomos ou equipes para atender a demanda do seu cliente, pois fazer tudo sozinho em uma empresa pode ser desgastante ou afetar diretamente a qualidade da solução que oferece.

Entendendo as dificuldades que podem surgir neste cenário, preparamos dicas fundamentais de como fazer dar certo o trabalho em equipe e, assim, o sucesso de uma empresa em qualquer modelo de negócio!

Reconheça o perfil da equipe

Cada pessoa do grupo possui um perfil comportamental que se destaca e identificá-lo é o primeiro passo para saber em quais situações ela terá maior ou menor desempenho. Dessa forma, crescem as chances de alcançar sucesso, evitando conflitos e desgastes causados por abordagens e direcionamentos incompatíveis com seus colaboradores.

Explorar competências

Os integrantes de uma equipe, normalmente, possuem competências diferentes e que, ao somá-las com o direcionamento correto, crescem as chances de resultados satisfatórios. Por isso, é indispensável que o gestor do negócio conheça as habilidades de cada um e, através de seu planejamento estratégico, indique cada pessoa para ações em que terão melhor performance.

Comunicar-se com clareza

Planejamento, técnica e conhecimento não produzirão bons resultados se não forem repassados da maneira mais clara possível. Isto se torna ainda mais fundamental quando o trabalho é coletivo e acontece por meio de processos interligados, em que são necessárias orientações para que o fluxo funcione sem interrupções.

Gestores que não se comunicam com clareza estão mais propensos a ter ruídos na relação com seus colaboradores ou atrasar os processos dentro da sua empresa.

Confiar na equipe

Por mais que ao contratar uma pessoa para trabalhar em sua equipe, um gestor talvez não conheça totalmente a qualidade do seu trabalho e comprometimento, é preciso confiar nela. Este é um ponto que pede equilíbrio para não relaxar no acompanhamento das atividades nem pressionar o colaborador, impedindo que desenvolva sua melhor performance.

Investir em relatórios de desempenho periódicos e não diários é uma saída que dá mais segurança na hora de afirmar o potencial da sua equipe e como pode ser otimizado.

Fonte: https://goo.gl/g1epGk