Abarca | Comunicação Integrada

Sua empresa no Facebook: Perfil ou Página?

Você decidiu colocar a sua empresa no Facebook. A primeira coisa que faz é criar um perfil igual ao seu pessoal com o nome da empresa. Depois, sai fazendo solicitação de amizade para todo mundo. Mas aí começam os problemas. Na hora de criar o perfil da empresa, o Facebook muitas vezes não aceita o nome da sua empresa. E quando você tenta ficar amigo de muita gente ao mesmo tempo, o Facebook bloqueia a sua conta.

O Facebook não quer que você crie um perfil para a sua empresa?

Por que isso? A resposta é: Não, ele não quer. Nos termos de serviço do Facebook está escrito:

Manter uma conta pessoal para qualquer coisa que não seja
uma pessoa é uma violação da Declaração de Direitos e Responsabilidades do
Facebook. Caso não converta sua conta fora das especificações em uma página,
você estará se arriscando a perder permanentemente o acesso a sua conta e a
todos o seu conteúdo.

Mas então, como divulgar a sua empresa no Facebook?

Para as empresas existem as páginas. As páginas são destinadas a empresas, organizações, bandas e personalidades. A primeira diferença que você vai notar é que no perfil você tem Amigos e na página, tem Fãs (daí o termo Fanpage). Para uma pessoa ser fã da sua página, basta ela clicar no botão curtir da sua página. É diferente do perfil, onde  você tem que aceitar
ser amigo da pessoa. Isso implica que, em uma página você não consegue solicitar a amizade das pessoas ou solicitar que elas fiquem fãs da sua página.

Para compensar isso,  o Facebook lhe dá a opção de enviar uma lista de emails dos seus clientes e ele convida as pessoas que já estão no Facebook a curtir a sua página. Se a pessoa ainda não está no Facebook, ele manda um email convidando a entrar no Facebook e curtir a página. Há também a opção de convidar os seus amigos pessoais. O Facebook manda então uma mensagem falando que você sugeriu para pessoa curtir a página.

Quais são as vantagens de ter uma página em comparação ao perfil?

No perfil, você trabalha somente com as postagens no mural e não tem ideia de quantas pessoas estão vendo a suas publicações. Não sei se você já reparou, mas nem tudo o que seus amigos publicam aparece na sua timeline. Geralmente aparecem somente as publicações das pessoas que você interage mais. Num próximo artigo vou explicar em mais detalhes como funciona este filtro do Facebook.

Na página, você tem estatísticas detalhadas sobre quantas pessoas foram atingidas por cada publicação e qual o perfil demográfico dos seus fãs.
Com isso, você consegue ver quais publicações suas estão fazendo mais sucesso e ir calibrando os seus conteúdos ao que seu cliente quer ler.

Você pode destacar publicações para que elas fiquem fixas na parte superior da sua linha do tempo. Também há a possibilidade de tornar maiores algumas publicações para que elas ganhem destaque na sua linha do tempo.

Se a sua página entra na categoria de Local, você pode permitir que as pessoas façam check in na sua empresa. Ou seja, quando elas vão ao seu estabelecimento físico, elas informam aos amigos que elas estão lá através do Facebook.

Mas o que considero a maior vantagem é a possibilidades de instalar aplicativos nas páginas. Com os aplicativos, você consegue aumentar as funcionalidades da sua página, criando uma espécie de sub-páginas com funções específicas.

Resumindo:

Se a sua empresa ainda não está no Facebook, comece do jeito certo e crie uma página para ela. Se você já tem um perfil da sua empresa, pese os prós e os contras de migrar já, mas tenha em mente que mais cedo ou mais tarde você acabará sendo obrigado a migrar para uma página. E lembre-se que você corre o risco de ser bloqueado a qualquer momento.

Por Kétlin Pacheco – CEO da Abarca e consultora de negócios

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn