Abarca | Comunicação Integrada

COVID-19: Comportamento do consumidor e o impacto nos negócios

No dia 26 de fevereiro, o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso positivo de coronavírus no Brasil. Com a evolução dos casos percebe-se uma grande movimentação por parte das empresas e consumidores que têm adotado medidas preventivas diante da epidemia.

Saber como usar o meio digital para educar o consumidor e levar informação acerca dos seus produtos e serviços é muito importante para garantir um crescimento sustentável, mesmo em períodos de crise.

Por isso, neste conteúdo preparamos um resumo de algumas pesquisas que relatam o impacto do COVID-19 nos negócios, além de tendências e estratégias que podem ser adotadas durante as próximas semanas.

 

Mudanças no comportamento do consumidor

 

O coronavírus trouxe mudanças que atingiram toda população, nas atividades do dia-a-dia e também na rotina de trabalho. Desde o aumento no número de casos, as pessoas passaram a se deparar com uma vida restritiva em suas casas. Esse comportamento impactou diretamente o consumo de produtos e serviços de diversas categorias.

Você deve ter visto que nas primeiras semanas, os produtos que tiveram maior impacto foram os de Limpeza e Higiene como, por exemplo, o álcool gel. Com as pessoas se preparando para a quarentena, os produtos considerados essenciais também tiveram um aumento no número de compras, como arroz, feijão, café, limpeza (+21%), higiene & beleza (+25%), mercearia (+18%), medicamentos (+13%) e perecíveis (+11%). (Fonte: Nielsen)

Mas o que vem agora? Com a manutenção dessa vida restrita, as pessoas passam a limitar as viagens, trabalham de casa e consomem mais conteúdos online e na TV, como forma de entretenimento.

Durante esse período, o comércio online vira a alternativa mais segura para realizar compras, atendendo diretamente as necessidades das pessoas. A Nielsen registrou o crescimento de consumidores realizando sua primeira compra online ao longo da última semana, tendência que deve aumentar ainda mais.

Para as empresas, esse comportamento exige a adoção da chamada “transformação digital” de forma mais rápida, flexibilizando canais de interação com o consumidor ao longo da jornada de compra e identificando novas oportunidades para continuar oferecendo seus produtos e serviços.

 

Tendências e sugestões para as próximas semanas

 

  • Consumo de conteúdo e interesses dos consumidores

Com as pessoas passando mais tempo em casa, cresce também a busca por entretenimento e conteúdos para se aprimorar no tempo livre.

Além disso, as pessoas estão atentas e buscando informações a todo momento, veja um resumo de algumas pesquisas:

Sites de saúde: +425% de crescimento no acesso (mobile e desktop) comparado a janeiro. (ComScore)
Sites de notícias: +30,5% de crescimento no acesso comparado a janeiro. (ComScore)
Transmissões em vídeo: foram vistos mais de 18 milhões de horas de conteúdo sobre coronavírus. (ComScore)

Outro ponto interessante é com relação às categorias de produtos e serviços que ganharam maior destaque, entre elas:

Negócios, Finanças e Carreiras – aumento de 73% no CTR; (Outbrain)
Entretenimento, Jogos, Filmes, Música e Livros – aumento de 70% no CTR; (Outbrain)
Outras categorias em ascensão: Casa e Decoração, Saúde e Bem-Estar, Recreação. (Outbrain)

Esse comportamento digital pode ser visto como uma oportunidade para fortalecer a comunicação através dos canais digitais, uma vez que existe demanda por determinadas categorias de serviços e produtos.

  • Tecnologias para negócios

Com as pessoas realizando suas compras online e as empresas adotando ao home office, as tecnologias tendem a simplificar a rotina de todos. Nesse cenário, softwares de gestão para e-commerce e tecnologias de pagamento online embarcam na tendência de crescimento, dando apoio ao ecossistema de compra online. Assim como as empresas Saas que oferecem ferramentas de comunicação, chatbots, reuniões online, etc.

Esse é o momento para as empresas de tecnologia traçarem estratégias de mídia, e assim conseguirem se diferenciar, ajudando os pequenos e médios empreendedores com soluções para atender os consumidores de forma eficaz.

  • Delivery e aplicativos de entrega

Outra mudança que deve ser analisada é a necessidade dos serviços de entrega. Segundo o HuffPost Brasil, o aplicativo de delivery Rappi registrou nas últimas semanas um aumento de 30% no número de pedidos, principalmente em restaurantes, supermercados e farmácias.

Uma oportunidade para as empresas continuarem funcionando, visto que boa parte dos consumidores continuam precisando dos seus serviços. Se a sua empresa oferece essa vantagem para os consumidores, esse é o momento ideal para divulgá-lo como um diferencial.

 

Como usar a mídia digital como um aliado para o seu negócio?

 

Em momentos de crise, como o que estamos vivendo, as empresas precisam ter uma visão clara do tipo de estratégia que o negócio precisa para continuar gerando resultados por meio do digital.

Por exemplo, as empresas que possuem serviços que atendem às necessidades imediatas dos consumidores, podem apostar em canais com retorno a curto-prazo. Já as empresas que possuem um ciclo de vendas maior, o ideal seria apostar em mídias que trabalham o reconhecimento de marca e tragam resultados a longo-prazo.

É aconselhável os anunciantes entenderem a mídia digital como um aliado para diferentes etapas da jornada de compra – do reconhecimento de marca até as vendas. Isso porque o digital traz a facilidade de levar informação para os usuários, garantindo que a mensagem seja entregue para pessoas enquanto elas estão procurando por soluções.

Por exemplo, Vídeo e Áudio, podem ser exploradas estratégias para trabalhar a visibilidade das marcas e influenciar a decisão de compra, se comunicando com o consumidor em diferentes portais de conteúdo, blogs e aplicativos. Essas soluções também podem ser complementadas com o uso do Facebook, Instagram, Google Adwords, Linkedin e Twitter.

Atualmente, mais do que nunca, saber como se comunicar com os consumidores pode ser o diferencial para muitos negócios.

Quer conversar sobre as soluções acima? Fale com a Abarca! Nosso time de especialistas pode te ajudar a entender a melhor estratégia para esse momento.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn