Gente, vagando pela internet achei esse texto super bacana e não tive como deixar de compartilhar com vocês. Segue abaixo na íntegra:

O nível de exigência da atividade de empreendedor pressupõe uma maior comunhão entre a vida profissional e a vida pessoal. O trabalho fora de horas e as preocupações inerentes ao negócio obrigam-no muitas vezes a levar o trabalho para além das fronteiras do escritório.

Para enfrentar estas dificuldades, o empreendedor deverá encontrar o equilíbrio entre a sua vida pessoal e o seu trabalho. Veja aqui algumas sugestões que podem tornar esta junção mais saudável e produtiva para o novo ano.

  • Não deixe nada por resolver

Tem algo que o preocupa e que sabe que mais tarde ou mais cedo terá que resolver? Se a resposta é sim, então provavelmente é algo que o irá desconcentrar ao longo do tempo. O melhor será fazer uma lista dessas preocupações e colocar um prazo de resolução para cada uma. Ser empreendedor é algo muito exigente para qualquer um de nós, qualquer problema que nos esteja a preocupar irá com certeza repercutir-se no desempenho e na capacidade para atingir os seus objetivos.

Mesmo que tenha que adiar algum do seu trabalho, vai ver que uma vez que comece a resolver os seus problemas irá sentir-se melhor e mais motivado, e isso irá repercutir-se no seu bem estar e na sua capacidade de concretização dos seus objetivos empreendedores.

  • Rodeie-se das companhias certas

O nosso tempo é bastante escasso, e como tal deverá ser muito bem distribuído. Está comprovado que passamos a maior parte do nosso tempo com 5 pessoas (em média), e por isso será muito importante escolhe-las “a dedo”. Tudo na vida se faz ao lado e com a ajuda de outros, por isso convém estar rodeado daqueles que lhe dão apoio e inspiração.

Pode ser um pouco frio dizer isto, mas quanto mais tempo gastar com quem pensa de forma diferente, mais difícil será o seu caminho empreendedor, pois haverá menos ideias e menos “feedback” para o apoiar. Os empreendedores mais “eficazes” têm uma “equipa de suporte” de pessoas que pensam e agem como ele e que o ajudam a ser mais objetivo e mais seguro no seu caminho. Como empreendedor deverá estar sempre acompanhado, à procura de conversas e de “feedback” para que possa estar em constante evolução.

  • Não perca tempo com futilidades

O ser humano tem uma tendência natural para adquirir vícios e hábitos que o tornam mas acomodado no seu dia a dia. Ver televisão ou passar horas a fio por dia no Facebook, são alguns dos “vícios” que em nada contribuem para a sua evolução pessoal ou profissional. Não quer isto dizer que não necessitemos por vezes de relaxar, até porque o nosso cérebro precisa de “desligar”, mas convém sempre estar atento à frequência e ao tempo despendido nesse tipo de atividades.

  • Coisas a evitar:
  1. Ver televisão em excesso (mais do que 2 horas por dia);
  2. Gastar mais do que 20 minutos por dia no Facebook ou em outras redes sociais;
  3. Repetir tarefas desnecessariamente (como verificar o email 10x ao dia).
  • Descubra a sua paixão

Mais do que uma atividade, ser empreendedor é um estilo de vida. É um processo de evolução pessoal e profissional que se vai prolongar por muitos anos da sua vida. Idealmente deve começar pela definição de um sonho sobre algo que quer ver realizado na sua vida. É importante que descubra realmente o que gosta e quer fazer na vida, o seu projeto deverá ser conduzido pela paixão e pelo desejo de concretizar o teu sonho. Só assim poderá garantir que não irá desistir dele, se fizer algo que não gosta, um dia irá deixar de acreditar e perderá o ânimo necessário para ultrapassar as dificuldades.

  • Cuide de si

O empreendedorismo é uma atividade bastante exigente, podendo em certos casos levar uma pessoa a descuidar alguns aspetos da sua vida devido ao ritmo intenso que exige. É muito comum o empreendedor queixar-se que não tem tempo para mais nada, levando-o a descuidar a saúde, a prática do desporto ou mesmo a componente familiar e dos amigos.

É necessário encarar a nossa atividade empreendedora como uma maratona e não como uma corrida de 100 metros. Convém encontrar um equilíbrio entre o seu trabalho e a sua vida pessoal. A prática regular de desporto, a realização regular de check-ups médicos, o convívio com os amigos e o tempo com a família não são coisas para adiar, mas sim para ser feitas com regularidade. Deste modo estaremos sem dúvida mais saudáveis, com mais força e mais motivação para ultrapassar os obstáculos que o nosso caminho de empreendedor têm pela frente.

  • Algumas sugestões:
  1. Deitar cedo e dormir pelo menos 7 horas por dia;
  2. Comer saudavelmente;
  3. Praticar desporto regularmente;
  4. Fazer check-ups médicos regulares e não adiar consultas ou exames;
  5. Manter uma rotina cheia de hábitos saudáveis (não fumar, controlar o seu peso, etc)
  6. Reservar tempo para a família e os amigos.
  • Reserve tempo para aprender

Por mais experiência e sabedoria que tenhamos, é sempre possível aprendermos mais coisas, tanto a nível pessoal como profissional. Não devemos parar ou viver à sombra do que já conseguimos fazer, mas sim procurar novas formas de melhorarmos os nossos feitos e a nossa performance.

O mundo está sempre em constante evolução: novas tendências, novos concorrentes, nova tecnologias e metodologias, são algumas das coisas que devemos estar atentos de modo a conseguirmos evoluir como empreendedores.

  • Algumas sugestões:
  1. Tirar cursos online em áreas importantes para ao nosso projeto;
  2. Tirar um curso de desenvolvimento pessoal;
  3. Ouvir TedTalks ou podcasts sobre temas ou experiências de empreendedores;
  4. Ler livros
  • Ajudar os outros

Existem empreendedores de sucesso que mais tarde na sua carreira optam por desenvolver a sua componente filantrópica, partilhando com o mundo parte do seu tempo ou mesmo o fruto das suas conquistas. A satisfação de poder contribuir para a resolução de alguns problemas do mundo, seja em larga ou pequena escala é provavelmente a maneira mais satisfatória de podemos dar uso do nosso tempo.

Mas será necessário esperar pelo sucesso para começarmos a partilhar? Não poderemos começar a ajudar modestamente durante o nosso processo de empreendedorismo outros que lutam por coisas que acreditamos? Podemos também partilhar as competências e a sabedoria que adquirimos, dando conselhos, partilhando o nosso tempo, falando da nossa experiência empreendedora, ou mesmo partilhando algo que construímos, seja um produto, um serviço ou um espaço.

  • Algumas sugestões a fazer:
  1. Juntar-se a uma rede de empreendedores e oferecer o seu know-how;
  2. Realizar um workshop gratuito sobre um tema que domine;
  3. Partilhar regularmente 1 ou 2 horas e ajudar alguém;
  4. Contribuir regularmente com alguns reais por mês para uma ou mais instituição de ajuda ao empreendedorismo;
  5. Apoiar um ou mais projetos via Crowdsourcing ou mesmo a título pessoal;

É verdade que nem sempre é fácil conciliar a vida profissional com a pessoal e por vezes mesmo as dicas úteis, como estas, acabam perdidas no dia-a-dia de um empreendedor. Por isso anote mais uma sugestão: Escreva cada um destes tópicos em dias ao acaso da agenda do próximo ano. Desta forma irá recordar-se de corrigir o seu foco e tornar mais saudável e produtiva a conciliação entre a vida profissional e a vida pessoal ao longo do ano.

Fonte: www.empreendedor.com